ABPRH apoia Projeto Bússola na orientação profissional de jovens

Entidade visa ampliar apoio em 2019 garantindo mais acesso dos adolescentes às vagas junto às associadas

Iniciativa de Luciano Amato, vice-presidente de Gestão e Conteúdo da ABPRH, o Projeto Bússola auxilia adolescentes em suas escolhas de carreira oferecendo elementos fundamentais para a construção de seu engajamento profissional. A ABPRH vem apoiando o projeto ao longo de sua existência e, em 2019, pretende ampliar este apoio aproximando-se ainda mais das ações desenvolvidas e garantindo um maior acesso dos jovens participantes a vagas de estágio abertas pelas empresas associadas.


“Tínhamos um relacionamento mais distante e agora que o projeto passou por algumas etapas de formalização queremos ampliar a nossa parceria divulgando-o junto às nossas associadas, buscando vagas de estágio para os jovens, e permitindo uma maior aproximação deles com os profissionais que nos acompanham dia a dia. Acredito que podemos trilhar excelentes caminhos neste próximo ano”, comenta Milva Santos, presidente executiva da Associação.


Amato, que preside o projeto e está à frente das ações junto à Elaine Leick e Laura Fontana, respectivamente vice-presidente e diretora de carreira do Projeto Bússola, afirma que o apoio das marcas e a atuação dos mais de 50 voluntários que hoje compõem o escopo do trabalho são indispensáveis. “Começamos com apenas três voluntários e hoje somos 50. O Bússola é tão mágico que quem conhece fica encantado”, declara.


Analisando o projeto como um complemento à educação tradicional desses jovens, Elaine relata que ainda há muito a ser trabalhado. “Eu sou da área de educação e trabalho no setor desde os 17 anos. Esse projeto é uma grande paixão e o fato de a escola não oferecer todas as condições necessárias é algo que me incomoda. Falta esse espaço para que pensemos juntos e ofereçamos essas oportunidades aos jovens. É um direito deles e por isso a escola também precisa mudar”.


Para Laura Fontana, que coordena o grupo de coachs que, denominado Navegadores, acompanha os jovens ao longo dos quatro meses que eles passam se desenvolvendo dentro do Projeto Bússola, a transformação é muito visível. “É tangível. Nós conseguimos ver a mudança e o desenvolvimento. E enxergamos, também, que essa melhora é um processo e que demos apenas um primeiro passo. Temos uma vida toda para ver esses jovens brilharem”, pontua.


Conheça o Projeto Bússola – O Projeto Bússola é um projeto social que auxilia adolescentes de 15 a 18 anos a obter direcionamentos vocacionais. Ajudando no caminho profissional trilhado por esses jovens, o projeto conta com seis etapas fixas e duas eventuais. Em um primeiro momento, é feito um trabalho para identificar o sonho e as áreas de interesse de cada um dos participantes. Na sequência são oferecidas cerca de 100 horas de capacitação profissional.


O projeto também envolve a indicação e a inclusão desses jovens no mercado de trabalho em programas de estágio e de menor aprendiz, além do oferecimento de bolsas de estudo em cursos profissionalizantes; orientação nas escolhas profissionais por meio de um plano de ação e acompanhamento quinzenal; orientação dos pais para que apoiem os jovens em seus sonhos minimizando o efeito de crenças limitantes; encaminhamento desses jovens para processos psicoterápicos e apoio de assistentes sociais quando necessário.


Com o apoio da AIIH (Associação Internacional de Interesse da Humanidade) no recrutamento, até o momento foram formadas cinco turmas totalizando 75 jovens beneficiados, todos residentes do Jardim Irene, no extremo sul de São Paulo, e cursando o ensino médio ou que já concluíram essa etapa da vida estudantil.

A próxima turma deve ser iniciada em fevereiro de 2019 e os jovens participantes receberão seus certificados de participação em junho. Os encontros são realizados na Faculdade Impacta, na região da Barra Funda, e todos os adolescentes contam com um transporte gratuito para esse trajeto.


Ao longo da existência do projeto já foram disponibilizadas duas bolsas de estudo técnico em enfermagem, duas bolsas de estudo de auxiliar em enfermagem, uma bolsa de estudo de gastronomia, atendimento odontológico, e 15 inclusões no mercado de trabalho. As empresas interessadas em apoiar o projeto podem acessar o portal www.projetobussolajovem.com.br.


Formatura da quinta turma – No dia 15 de dezembro, a quinta turma do Projeto Bússola se formou em uma cerimônia realizada pela manhã no CEU Casa Blanca, na região sul da capital. Na ocasião, estiveram presentes profissionais das áreas de enfermagem, gastronomia, fotografia, direito (juiz e advogada), engenharia, informática, psicologia e veterinária para falar sobre suas profissões. A presidente executiva da ABPRH, Milva Santos, representou a advocacia falando um pouco de sua história para os formandos.

Depois de explicar todo o processo para a atuação como advogado, que passa pelos cinco anos de curso universitário seguido pela aprovação na OAB, Milva falou um pouco sobre sua experiência e o início de sua atuação na área de saúde, onde se especializou. “Vivi um momento marcante em minha carreira quando, atuando em uma operadora de saúde, sofri o impacto de ter de tomar decisões diárias com base em análises frias e imparciais. Foi então que aprendi a separar a análise pessoal, dos meus valores, da profissional com base em uma legislação e um contrato vigente”, comentou observando que é sempre possível buscar um caminho justo e lutar com transparência e ética.


A cerimônia foi comandada por dois jovens que se formaram na turma anterior. Henrique Miranda de Oliveira e Danielly Rodrigues de Oliveira foram os mestres de cerimônia e aproveitaram a oportunidade para agradecer ao projeto e falar sobre suas experiências pessoais. Henrique, que sempre sonhou em ser um chef de cozinha, hoje trabalha na SWIFT. “O Bússola me ajudou a pensar mais adiante, a ver como eu sou e me aperfeiçoar no que eu gosto. Em três meses o projeto me mostrou como fazer amigos que nos apoiam e que nos cobram como pais, que nos mostram o que é importante em nossas vidas”.


Já Dani conquistou uma bolsa de estudos em enfermagem e segue na luta por suas conquistas. “Eu vim do interior de São Paulo e quando cheguei aqui, na capital, percebi que eu precisava correr com minhas próprias pernas, que eu não podia depender de ninguém. Procurando emprego, notei que eu carecia de cursos para me destacar e assim conheci o Projeto Bússola. No final do ano que vem estarei com meu diploma de auxiliar de enfermagem em mãos. Com 18 anos já terei uma profissão e vou poder realizar meus sonhos”, declarou.

© 2018 por ABPRH Associação Brasileira dos Profissionais de RH | Av. das Nações Unidas, 14.401 - Conj 1302 - Torre Tarumã

Parque da Cidade - São Paulo/SP - CEP: 04794-000 

Orgulhosamente criado por Eleven2You