© 2018 por ABPRH Associação Brasileira dos Profissionais de RH | Av. das Nações Unidas, 14.401 - Conj 1302 - Torre Tarumã

Parque da Cidade - São Paulo/SP - CEP: 04794-000 

Orgulhosamente criado por Eleven2You

eSocial vai estimular o mercado de RH

Atualizado: 9 de Out de 2018

Demanda por profissionais aptos a operar o sistema chega a 14 milhões


São Paulo, 03/10/18 – “Agora chegou a hora de os profissionais de RH ganharem mercado, crescerem profissionalmente, mapeando a aderência e os riscos do eSocial”, afirmou a sócia da TAF Consultoria Empresarial, Tânia Gurgel, durante a palestra “O que já está acontecendo? O eSocial de cada dia”, realizada no IV Fórum de Remuneração e Benefícios.


Autora do livro eSocial: você e sua empresa estão preparados?, a professora com 36 anos de experiência como analista de sistemas, advogada, contadora e economista participou do evento promovido pela ABPRH (Associação Brasileira dos Profissionais de Recursos Humanos), na última terça-feira, dia 3, no auditório do hospital 9 de Julho, em São Paulo.


Tânia afirma que 14,7 milhões de empresas precisam de profissionais capacitados a operarem o eSocial. “O público de profissionais para essa área está 180 por um, o mercado é efervescente”, afirmou ela, explicando que a interligação ocasionada pelo sistema demandará a justificativa de diferentes processos. “A área de TI não estudou RH, eles conhecem de programação, informação, sistema, mas quem vai criar uma gestão nesse cadastro são vocês”, disse a palestrante aos profissionais de RH.


Segundo ela, cabe ao profissional de RH ter ideias diferentes para manter os dados em dia, como o fornecimento de caixas de papelão para os funcionários mudarem de endereço para manter o cadastro residencial atualizado ou o envio de brindes para aqueles que casam e assim poder arquivar a certidão de casamento.


Apesar da complexidade do sistema, considerado burocrático e criticado pelo nível de detalhamento exigido, Tania afirma que, além de aquecer o mercado e aumentar a demanda por profissionais de RH, o eSocial é um projeto que dará dignidade ao trabalhador. “Eu fui estudar Direito porque o meu pai perdeu a carteira de trabalho em um incêndio na fábrica, com o eSocial, quando o trabalhador for se aposentar, não precisará dar entrada em nada, chegará um documento na casa dele com o benefício”, contou ela.