Experiências – CEOs falam sobre seus grandes desafios

Atualizado: 26 de Out de 2018

Painel moderado por Tânia Moura reuniu executivos para falar sobre tudo o que enfrentam no dia a dia de suas atribuições


O painel “O caminho dos jovens CEOs”, moderado pela vice-presidente executiva da abprh, Tânia Moura, trouxe CEOs diferenciados para compartilhar suas experiências de carreira e falar sobre os principais desafios que vêm enfrentando neste mundo de mudanças extremamente rápidas.


O primeiro líder a se apresentar foi Ivan Martinho que, aos 38 anos de idade assume a posição de VP Commercial Partnerships dos canais FOX, FOX Sports e National Geographics. De forma descontraída, Martinho iniciou sua apresentação com um vídeo que viralizou na Internet. Na gravação, mil músicos se reúnem em um campo aberto na pequena cidade de Cesena, na Itália, para tocar a canção Learn to Fly, da banda norte-americana Foo Fighters. Eles se reuniram para impactar o grupo e mobilizá-lo a fazer um show na região (clique AQUI para assistir ao vídeo).


“Eu comecei com esse vídeo pois ele representa uma série de pessoas que, com o mesmo desejo, arcaram com suas despesas e se disponibilizaram a trabalhar nesse projeto. E isso tem tudo a ver com o propósito”, declarou. “Além disso, esta música chama Learn to Fly, ou seja, aprendendo a voar. E quem desenvolve uma carreira buscando uma posição de comando, de CEO, precisa aprender a voar”, comentou ele que falou um pouco sobre sua história e sobre seu desejo de alcançar uma posição executiva antes dos 40 anos de idade.


“Vivemos um desafio de liderar profissionais sob esse mundo repleto de novidades e mudanças acontecendo em intervalos cada vez mais curtos de tempo. E o que vem por aí, tenho certeza, será muito mais desafiador”, finalizou.


E se será desafiador, é imprescindível investir na estratégia e, principalmente, no pensamento estratégico. Trazendo, ao painel, uma sequência de frases impactantes de grandes intelectuais, Daniel Geiger Campos, presidente da América do Sul da Akzo Nobel, iniciou sua apresentação com um apontamento interessante dizendo: “Para falar do mundo V.U.C.A. eu escolhi pedir que vocês não leiam os jornais”.


Para ele, a agilidade dos acontecimentos nos tira um pouco do poder de análise. “A gente vive em um mundo universal onde a pausa reflexiva perde espaço. Entre o estímulo e a resposta, há uma lacuna que é o nosso poder de escolha. Não ler jornal, para mim, é ter mais tempo nessa lacuna para buscar a resposta e não simplesmente reagir ao que se está lendo”, explicou. Essa pausa também foi citada por Tânia: “Essa reflexão é justamente o que fazemos aqui, reunidos neste fórum”.


Também reforçando que crise representa tanto risco quanto oportunidade, Campos declarou a importância da microeconomia para que os gestores possam olhar mais para dentro de suas empresas, deixando a macroeconomia um pouco de lado. Dessa forma será possível trabalhar com as possibilidades reais, ou seja, “canalizar a energia da organização no que ela realmente tem controle”.


“Nunca desperdice uma crise”, disse Campos. “A crise é uma grande chance de romper paradigmas, agindo rápido em situações que talvez fossem óbvias, mas nunca foram feitas por demandar muito trabalho”, complementou.


Executivos empreendedores – Para prover uma visão do CEO empreendedor, o painel recebeu Fabiana Salles, CEO da Gesto Saúde e Tecnologia, empresa criada para solucionar a questão dos custos corporativos com planos de saúde e que teve, como primeiro cliente, a Suzano. Usando os conhecimentos adquiridos no livro Blitzscaling: The lightning-fast path to building massively valuable companies (Blitzcaling: O caminho ultrarrápido para a construção de empresas valiosas em tradução livre para o português), ela divide sua experiência em fases.


A fase “família” é a responsável pela construção dos alicerces, na qual a empresa tem de 1 a 9 funcionários e uma receita inferior a US$ 10 milhões. Como principais desafios nesse início estão a identificação de oportunidades não óbvias e a construção de produtos que respondam à uma única necessidade. Na sequência, o empreendedor chega à fase “tribo”, na qual constitui uma base para o crescimento. Com até 99 colaboradores e uma receita de mais de US$ 10 milhões, encontra desafios como manter o foco na execução, ajustar o product market fit com os aprendizados que obtiver, mover-se rápido para ganhar da concorrência e aumentar o time.


A próxima etapa é a “vila”, fase na qual a Gesto Saúde e Tecnologia se encontra hoje. Com até 999 funcionários e renda superior a US$ 100 milhões, a empresa se prepara para escalonar e encontra, como dificuldades, decidir o momento certo para esse projeto criando um plano de crescimento, manter a cultura, investir na comunicação interna e lidar com os concorrentes.


Passado esse período e entrando em um momento de maior maturidade, a marca chega a fase “cidade”, na qual a grande meta é ganhar eficiência. Com até 10 mil funcionários e uma receita que supera US$ 1 bilhão, enfrenta a criação de eficiência na administração dos recursos e a criação de novos processos sem burocratizar a empresa e reduzir sua velocidade de produção. Depois, quando ultrapassa os 10 mil funcionários e os US$ 5 bilhões de receita, chega à fase “nação” e ganha o mundo encarando, como desafios, uma comunicação clara entre os milhares de funcionários, a manutenção de linhas diversas de produtos para expansão e a escala da cultura para o novo tamanho do time.


“A minha função, como CEO, é justamente tirar o melhor do meu time”, declarou Fabiana que acredita que uma boa característica para um executivo líder é a agilidade na tomada de decisões. “Para crescer precisávamos entrar na competição do mercado, que seguia um modelo de negócios que eu não acreditava. Mudar esse modelo foi uma decisão dolorosa, mas fiz meu próprio julgamento e consegui tomar uma decisão com convicção. Não precisamos acertar sempre, mas temos de tomar decisões rapidamente”, finalizou.





© 2018 por ABPRH Associação Brasileira dos Profissionais de RH | Av. das Nações Unidas, 14.401 - Conj 1302 - Torre Tarumã

Parque da Cidade - São Paulo/SP - CEP: 04794-000 

Orgulhosamente criado por Eleven2You